All posts by Dinamica

Homepage > Dinamica
Agência WEB

Turismo de Natureza, Apalache Trail Pinhal Total

Turismo de Natureza, Apalache Trail Pinhal Total, em Oleiros

Realizou-se no dia 20 de março, o Apalaches Trail, evento promovido pela Pinhal Total.

3 eventos em simultâneo: o “Apalache Trail”, com 60 km, que utiliza o Trilho dos Apalaches e pontuável para o UTMB, o “Trail” com 25km e um passeio pedestre com 10km de nível médio/alto.  Qualquer um destes 3 eventos contaram com a beleza característica do Pinhal Interior.
A Pinhal Total contou com o apoio da Câmara Municipal de Oleiros, da Freguesia de Oleiros / Amieira, da Freguesia do Orvalho, da Freguesia de Cambas, da Freguesia de Estreito / Vilar Barroco e dos Bombeiros Voluntários de Oleiros.

A equipa do Refúgios do Pinhal  juntou-se ao evento, divulgamos algumas das fotos que registámos durante o passeio pedestre em Oleiros:

12516167_1329821063711024_1768980140_n

11793284_1329841693708961_489063327_n 12380357_1329821043711026_655441019_n 12476532_1329821007044363_735010533_n

12884340_1329860380373759_1223127326_n 12674113_1329821133711017_337729946_n

12804582_1329821117044352_215649052_n

 

Promoção hoteis - turismo rural

Turismo Rural – Pack Abertura – 10% de desconto

Turismo Rural, em Oleiros – Pack Abertura – com 10% de desconto na estadia de 06 a 31 de março de 2016

Válido para dormidas no hotel rural – Refúgios do Pinhal, inclui pequeno almoço.
O desconto de abertura desta casa de campo é o presente ideal para um experiência perfeita em comunhão com a natureza.
Março de 2016 é o mês do cabrito estonado e maranho em Oleiros, realiza-se mais uma festival gastronómico .
Escolha um dos nossos 10 quartos e passe as férias de páscoa em Turismo Rural, no centro de Portugal.

Consulte todas as opções de serviços extra e escolha a sua experiência!

Como reservar?

no formulário a preto em RESERVAS, por favor,

  1. escolha a data de check in / chegada
  2. número de noites que pretende dormir
  3. ou escolha a data para check out / saída
  4. verifique quais os quartos disponíveis para a data e condições por si pretendidas, clique no botão dourado
  5. escolha o quarto, se clicar no botão preço vai verificar o preço por quarto em vigor para a época da reserva, com IVA (6%)
  6. clique no botão escolher, aqui poderá editar os dados da sua reserva
  7. escolha os serviços extra a incluir no booking, clique em seguinte
  8. preencha os seus dados, escolha o pagamento da reserva, 60% do valor ou o total do valor da estadia (formulário a preto)
  9. clique em confirmar a sua reserva
  10. a reserva será registrada, receberá um e-mail com esta informação
  11. a reserva de quarto só estará confirmada após pagamento, pelo menos 60% do valor da sua estadia (transferência bancária ou paypal), deverá indicar o ID da reserva no pagamento bancário
  12. após 3 dias úteis, sem recepção de pagamento a reserva online será anulada

Desfrute ao máximo da natureza na zona do pinhal!

Esta é a nossa magia! www.refugiosdopinhal.pt

Publicado por Refúgios do Pinhal em Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2016

Lembre-se, o pack promocional de abertura da casa de campo Refúgios do Pinhal é válido até 31 de março de 2016.

Reserve já online! RESERVAS.

Tem alguma questão acerca deste produto?
Contacte-nos.

Grande Rota do Zêzere 370 km de aventura – Aldeias do Xisto

GRZ – A Grande Rota do Zêzere

convida ao Turismo de Natureza e Aventura.

Venha refugiar-se do stress, no alojamento rural, em Oleiros, Refúgios do Pinhal, aqui inspira vida!

Um local privilegiado para descansar e partir à aventura na rota do Rio Zêzere,

A rota pode ser percorrida, por várias etapas em trilhos pedestres e cicláveis,

exceto nas situações em que existe um traçado específico para BTT.

O Refúgios do Pinhal situa-se a cerca de

16 min (10,6 km) via N351 da aldeia de Álvaro (aldeia de xisto)
20 min (16,3 km) via N238 da aldeia de Cambas
nas duas localidades existem piscinas fluviais que convidam a mergulhos de rio
GRZ . Como chegar a Oleiros, Rota do Zêzere -Alvaro, Cambas, Medeirã, Sobral Mapa

 

GRZ – Município percorridos: Pampilhosa da Serra, Fundão, Oleiros

5. SOB O SIGNO DO CABRIL | 62 km
– Cambas – Abitureira
– Abitureira – Área de Descanso de Felgueiras
– Área de Descanso de Felgueiras – Álvaro
– Álvaro – Área de Descanso de Frazumeira
– Área de Descanso de Frazumeira – Sobral
– Sobral – Madeirã
– Madeirã – Área de Descanso da Arrochela
– Área de Descanso da Arrochela – Sra. da Confiança
– Sra. da Confiança – Pedrógão Pequeno

Ao longo de 370 Km, a GRZ- Grande Rota do Zêzere, acompanha o Rio Zêzere desde a nascente, na Serra da Estrela, até à foz, em Constância, onde encontra o Rio Tejo. Projetado para ser multidisciplinar, o percurso pode ser feito a pé, de bicicleta ou de canoa, de forma contínua e encadeada, por troços ou mesmo em circuitos multimodais.

O Rio Zêzere nasce na Serra da Estrela, a cerca de 1900m de altitude, junto ao Cântaro Magro, onde se define o início do maior vale glaciar da Europa (13 km).

Depois de descer a Serra da Estrela em agitado percurso, o Zêzere, já mais sereno, passa por Belmonte e Covilhã. Daqui, e quase até desaguar no Tejo, em Constânica, depois de um percurso de cerca de 248 Km, é alimentado, de ambas as margens pelo mar de montanhas que enquadra as Aldeias do Xisto. Depois do Mondego, é o segundo maior rio exclusivamente português.

Rio.Zêzere.Oleiros

Próximo de Cambas (Oleiros), entre as aldeias de Janeiro de Cima e Álvaro, o Zêzere deixa de ser rio e passa à calmaria de albufeira (Barragem do Cabril), onde as suas águas repousam antes de continuarem viagem. É neste troço que o encontramos nas curvas e contracurvas que o Geopark Naturtejo da Meseta Meridional designou por “Meandros do Zêzere.

Mais do que separar, o Zêzere é o denominador comum da identidade das seis Aldeias do Xisto que estão na sua bacia hidrográfica.

A sua importância no quadro da hidrografia do País, a diversidade e qualidade dos habitats que cria e atravessa e os valores patrimoniais que encontramos na sua envolvente, justificam o estabelecimento da Grande Rota que em breve terá o seu nome.

Fonte, texto publicado em: http://aldeiasdoxisto.pt

Reserve já, o seu quarto, clique nas fotos para nos conhecer melhor ou assista ao nosso vídeo promocional.

Os Refúgios do Pinhal, Turismo Rural, oferecem-lhe o requinte e o conforto ideal para desfrutar da vida de campo.


Passe férias no coração de Portugal, venha namorar a vida…

Quarto Malmequer- vista - Férias na NaturezaRefúgios do Pinhal, Casa Rural, Turismo, Marcelas

Cabrito Estonado e Maranho

Oleiros- Festival Gastronómico do Cabrito Estonado e do Maranho

Reserve já o seu quarto para visitar Oleiros no Festival Gastronómico do Cabrito Estonado e do Maranho, que acontece a 19, 20 26 e 27 de Março.

Reservar estadia, Turismo Rural

Retirado do site de Aldeias do Xisto

O evento dá destaque a duas especialidades confecionadas à base de carne de caprinos, sendo o Cabrito Estonado, exclusivo de Oleiros e considerado uma iguaria de excelência por muitos chefes.

O cabrito estonado trata-se de um cabrito assado em forno de lenha com a pele, o qual é “estonado” e não “esfolado”. Já o maranho, por seu lado, faz parte do cardápio da região do Pinhal, sendo uma espécie de enchido fresco recheado com carne de caprinos e alguns produtos do fumeiro, arroz e uma quantidade apreciável de ervas aromáticas, sobretudo hortelã.

IMG_7677

Cabrito Estonado, festival

De realçar que a carne de caprino sempre teve uma forte implantação na matriz gastronómica de toda a região Centro, sendo o cabrito beirão uma das suas jóias tradicionais.

Já o Cabrito Estonado é um prato medieval. As primeiras referências ao cabrito estonado aparecem num livro de receitas árabe do Al-Andaluz e do Magrebe, no século XIII. Este prato confecionado exclusivamente em Oleiros é ainda mencionado pelo primeiro ocidental a chegar ao Tibete, o Oleirense Padre António de Andrade, no séc. XVII e no séc. XIX é ainda referido por Alexandre Dumas.

Considerado um prato ecuménico, este é também conhecido como “o Cabrito da Paz”, uma vez que na sua origem era consumido igualmente pelas três religiões descendentes do profeta Abraão, ou seja, por cristãos, judeus e muçulmanos.

Uma iniciativa que tem como principal objetivo promover dois produtos endógenos de grande qualidade, dar maior visibilidade à fileira da caprinicultura, dinamizar os fluxos de visita ao território e coordenar uma oferta que se pretende regular, mantendo elevados índices de qualidade.

Nesse sentido, para uma perfeita degustação de Cabrito Estonado, os restaurantes sugerem que efetue marcação prévia, de forma a poder apreciá-lo a sair do forno, com a pele bastante estaladiça e a carne suculenta.

Promoção hoteis - turismo rural

Visite a região de oleiros em fotografia : aqui

 

9º Passeio TT Pinhal Total – Refúgios do Pinhal – Oleiros

IMG_6727Oleiros – 9º Passeio TT Pinhal Total – Refúgios do Pinhal    

As portas dos Refúgios do Pinhal abriram-se para os amantes da aventura e do desporto todo-o-terreno.

Dia 20 de fevereiro, foi o dia do 9º Passeio TT Pinhal Total.

A Pinhal Total é uma organização que muito tem contribuído para a divulgação de Oleiros, fazendo vários eventos, onde a aventura é sempre o ponto de partida.

Um dos passeios mais conhecidos da organização é o Todo o Terreno, que comemorou este ano a sua 9º edição, e de ano para ano tem vindo a juntar cada vez mais inscrições.

Este ano juntaram-se em Oleiros cerca de 400 pessoas que passaram um dia cheio de boa disposição e muita adrenalina, percorrendo montes e vales.

Os Refúgios do Pinhal foram um dos destinos de paragem para aconchegar o estômago, com filhós acabadinhas de fazer, e afinal quem resiste a uma filhó quentinha?Pinhal Total - Passio TT - Filhó IMG_6696 IMG_6698 IMG_6735

Numa tarde onde o sol não faltou, e a boa disposição também não.

E para manter o ritmo, estavam presentes alguma elementos do Rancho Folclore de Oleiros que animaram ainda mais o ambiente.

IMG_6743

À organização da Pinhal Total o nosso obrigado, por se aliarem a nós na missão de dar a conhecer

Oleiros ao mundo. Que venham mais dias assim

Refúgios do Pinhal  – Turismo Rural

No centro de Portugal..

Turismo Rural- Tome o pequeno-almoço a olhar para um moinho

Vai ser assim no novo turismo rural a um quilómetro da vila de Oleiros, em Castelo Branco, que abre a 6 de março.

 

Quando os hóspedes chegam à sala de pequenos-almoços do Refúgios do Pinhal, encontram um moinho movido a água. Rodeado por paredes de pedra (casa de xisto) e com uma vitrine de vidro a protegê-lo, é este moinho que mói os cereais usados para preparar a broa de milho, servida todas as manhãs.

O moinho já existia no local, mas a roda há muito que tinha deixado de funcionar.

“Enviámo-la para um ferreiro para a consertar e depois voltámos a instalá-la”, conta à NiT Carlos Lourenço, 27, um dos proprietários deste espaço.

Turismo Rural - Moinhos e levadas Portugal

O Refúgios do Pinhal é a segunda casa da família Lourenço. Ou pelo menos é o que parece, de tão familiar que o projeto é.

Carlos Lourenço juntou-se à tia Aida para abrir este novo turismo rural, situado na vila de Oleiros, em Castelo Branco. Mas o resto da família não ficou de fora: os elementos femininos ajudaram na decoração — “ficou a cargo das minhas primas, da minha tia e da minha mãe” —, o primo Hugo é quem vai receber os primeiros hóspedes a 6 de março.
“Eu trabalho numa firma de construção civil. Os meus patrões são o meu padrinho e o meu pai. Um dia passámos pela casa e achámos que tinha potencial. O dono acabou por falecer e, a 23 de abril de 2012, comprámos o espaço”. Para além da casa principal, a quinta tinha moinhos e palheiros. “Reconstruimos tudo”.

A decoração do espaço ficou a cargo dos elementos femininos da família

O Refúgios do Pinhal tem dez quartos repartidos por três edifícios: a casa principal (que tem sete quartos); um edifício ao lado (que tem mais dois, para além do bar com vista para a piscina exterior); e outro onde fica a casa das máquinas (e que tem mais um quarto). Num quarto edifício fica a sala de pequenos-almoços, com capacidade para entre 20 a 25 pessoas.

Todos os quartos são inspirados nas flores.

Turismo.Oleiros.quartos.1925x1078

Há o Alecrim, com vista para a ribeira de Oleiros; o Girassol, com acesso direto para a piscina; ou o Rosmaninho, virado para o jardim.

“Os quartos em si não variam muito, têm todos praticamente o mesmo tamanho e estrutura. Mas há pequenos pormenores que mudam”. É o caso das colchas da cama e, claro, a placa de madeira com o nome do quarto à entrada.

Consoante a época, os quartos custam entre 99€ e 120€ por noite. Neste momento o hotel está com uma promoção de 10% para reservas em março, por isso o preço está nos 84,06€.

Reservas: http://refugiosdopinhal.pt/reservasquartos/

Promoção hoteis - turismo rural

Artigo publicado por Marta Gonçalves Miranda  aqui : http://www.nit.pt/

Turismo rural em Oleiros – Refúgios do Pinhal com reservas de quartos online.

Foi inaugurada na passada sexta-feira a nova unidade de turismo rural do concelho de Oleiros, os Refúgios do Pinhal, com reservas de quartos online.

Localizado em Tojeira de Baixo, a cerca de 1 Km do centro da Vila, este empreendimento reconstruiu casas do final do século XIX e transformou-as numa agradável simbiose entre o exterior em xisto como antigamente, e o interior com apontamentos de modernidade.

A cerimónia de inauguração que teve lugar numa mega tenda montada para o efeito, contou com a presença do executivo camarário, além do Dr. Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro e do locutor Eduardo Rêgo, responsável pelo vídeo promocional dos Refúgios do Pinhal.

A casa de turismo, disponibiliza a possibilidade de reservas de quartos no web site, booking online, para comodidade dos turistas. O site, elaborado pela agência web Dinâmica Digital, retrata a região e o alojamento, realçando a beleza de Oleiros pelas imagens em grande plano e pelos vídeos disponíveis.

Os discursos começaram, como não podia deixar de ser, pelos mentores do projeto, José e Carlos Antunes, seguidos pelas filhas, Camila e Carolina, respetivamente. Todos transmitiram que aquela inauguração representa um grande passo para a família, mas sem demoras afirmaram que “a missão é ser o melhor empreendimento turístico rural a nível nacional”.

Depois de uma breve explicação do percurso que levaram até chegar à obra final, ficou o agradecimento a todos os que tornaram possível esta caminhada e a todos os presentes.

Ref.pinhal.3629x2024

Por seu turno, o Presidente da Câmara Municipal, Dr. Fernando Jorge, demonstrou o agrado em estar presente em mais uma inauguração de uma unidade de turismo no concelho.

Fernando Jorge sublinhou ainda a importância do Turismo na economia nacional e local e a importância de investimentos como o dos irmãos Antunes.

Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro, enalteceu uma vez mais o peso do Turismo, em especial o Turismo de Natureza no Produto Interno Bruto.

Além disso, considera que este investimento só pode ser uma aposta ganha, uma vez que destinos como Oleiros são cada vez mais procurados em detrimento do litoral.

Eduardo Rêgo, a voz dos documentários BBC Vida Selvagem, fechou com chave de ouro os discursos, sempre enfatizando a ideia de que é preciso preservar a natureza.

O vídeo promocional exibido na inauguração, integra precisamente o seu mais recente projeto, Loving the Planet, através do qual permite “olhar o mundo com olhos de quem o ama de verdade”.

Refúgios de Pinhal, alojamento no centro de Portugal

À descoberta da ROTA DOS APALACHES

À descoberta da Rota dos APALACHES – 20 de março de 2016

Evento organizado pela Pinhal Total,   este percurso, consiste numa grande rota, com cerca de 37 km, situada integralmente, na Serra do Muradal, concelho de Oleiros.

 

O seu nome “Grande Rota Muradal-Pangeia”, faz alusão, à emblemática montanha quartzítica, onde se desenvolve, mas também, ao continente, que existiu, há 200 milhões de anos e que reunia todos os continentes, que existem atualmente e consequentemente, a região do Maciço Ibérico.

 

Conhecida oficialmente, como a rota GR 38 – Grande Rota Muradal Pangeia, “o trilho português dos Apalaches”, consiste numa aproximação, entre o continente americano e o europeu.

 

Sobre o percurso pedestre rota GR38

TEMPO: 8 horas

DISTÂNCIA: 23,59KMS

ORVALHO-VILAR BARROCO: 10,24KMS

VILAR BARROCO-ESTREITO: 12,6KMS

DIFICULDADE: MÉDIA/DIFÍCIL

A extensão do percurso da Grande Rota Muradal-Pangeia pode representar uma grande exigência física.

No entanto poderá contemplar a beleza paisagística e em alternativa a fazer o percurso completo,  a rota GR 38 pode fazer  em 4 etapas, separadas.

Se for esse o caso, opte por começar o trajeto no Estreito, em Sarnadas de São Simão, Vilar Barroco ou Orvalho.

Este percurso pedestre atravessa um território de grande valor geológico de grande elevação rochosa o que possibilita miradouros com Zêzere em pano de fundo. Durante todo o percurso o caminhante poderá encontrar paisagens panorâmicas que convidam ao registro fotográfico, passa dentro de bosques verdejantes com vários cursos de água, caminhando pelos nos passadiços e trilhos chegrá à cascata da Fraga de Água D’Alta.

Se gosta de aventura de 2 rodas, há um percurso preparado na parede rochosa – com 150m de extensão e trilhos de BTT.

Uma paisagem de cortar a respiração!

Geoturismo.Rotas.Passeios.Natureza.Oleiros